segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Ainda te espero


Em uma noite dessas ainda te espero, ainda te terei.
Para que o mar e a Lua testemunhem nosso amor.
Para que todos vejam que é possível amar mais de uma vez.
Para que vejam e se inspirem em nosso amor.
Ardente amor, que me invade quando mais preciso.
E me invade quando tento não pensar em ti.
E que me sufoca quando tento te esquecer.
E que me mostra os lugares mais inusitados, que minha alma nunca ousou entrar.
E meus sentimentos se prendem, como um favor.
Um favor que já não posso mais evitar.
Um favor que me faz suspirar...
E que sinto falta quando não te tenho...
Um amor que não tem como explicar...
Onde só me resta para sempre te amar!