terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Feliz Ano Novo... Ou melhor, Feliz Dia Novo



Chegou aquele momento do ano que eu me encho de esperanças e promessas novas.
Mas todo ano é a mesma coisa.
Acho que se fosse pra mudar eu já teria mudado.
Não teria chorado por ninguém, não teria me magoado e nem magoado ninguém.
Bom, pelo menos foi isso que eu prometi ano passado e alguns outros anos anteriores.
Não faz muito sentido porque afinal é só mais um dia novo, mais um dia da minha vida.
Então não vou pensar no ano inteiro que está por vir, mas sim em cada novo dia que eu vou ter. 
Então chega de promessas que eu sei que não vou cumprir. 
Será apenas um novo dia...

sábado, 21 de dezembro de 2013

Segredos



Naquela velha caixa eu guardo meus segredos. 
Ali eu guardo tudo.
Até eu tenho medo de abri-lá.
E quase nunca abro.
Tenho muitos segredos.
Alguns bons, outros ruins e outros que nunca poderei revelar.
Guardo essa caixa há anos, todo esse tempo esteve bem guardada.
Nunca ninguém foi capaz de tocá-la.
Um dia, não sei como e nem porque, depois de uma longa 
conversa e um pouco 
de vinho resolvi abri-lá para ele.
Ele sentou, leu, riu, ficou assustado, surpreso.
Ele teve varias reações.
E por fim ele disse que eu era louca e me abraçou ainda rindo de mim.
Ainda não entendo porque me expus para ele.
 
Naquele dia, percebi que segredo nenhum 
é mais forte do que um amor verdadeiro.


domingo, 3 de novembro de 2013

Sinto muito...

Você tem razão, acho que sempre teve.
Fique tranquilo, eu não te culpo por nada.
Apesar de sempre ter te culpado e jogado coisas na sua cara que nem sempre eram verdades.
Eu sempre fui assim, explosiva, eu sei.
Mas isso tudo era medo de te perder.
Agora eu sei que agi errado, mas está feito e acredite, eu não te culpo.
Eu sinto muito como tudo acabou, eu queria muito ter te dado um último beijo, um último abraço.
Mas está feito, e a única culpada sou eu.
Acredite, eu não te culpo e nunca deveria ter te culpado...


sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Elas em uma só...


Ela se deu conta que havia esquecido o som de sua voz.
Ela apagou as mensagens que eles trocavam, mas o que ela não contava pra ninguém é que ela ainda guardava algumas, ela as classificou como "impossível de deletar".
Há algum tempo atrás ela percebeu que estava esquecendo seu rosto.
Ela havia apagado as fotos dele, mas ela ainda não estava preparada para esquecê-lo por completo, então, volta e meia ela ainda olhava suas paginas em redes sociais.
Ela via também que ele havia seguido em frente.
Mas ela não se dava conta que ele também ainda sofria com tudo isso.
Ela guardava um presente que ela havia comprado pra ele, mas que não teve tempo de entregar.
Mas ela ainda tinha esperança de um dia poder entregar.
Por alguma razão eles se separaram e eles com certeza tinham algum motivo.
Seja um motivo fútil ou não, uma coisa era certa, ainda existia muito amor entre eles.
Eu só espero que um dia esse amor supere o orgulho e toda mágoa que também existe entre eles...

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Perdida...

Pela primeira vez desde que eu te conheci me sinto perdida.

Pela primeira vez desde que te conheci eu não sei ao certo o que sinto por você.

Eu simplesmente estou aceitando, desde o dia que você decidiu partir...











sábado, 17 de agosto de 2013

Quem sabe...



Você não sabe como sinto sua falta.
Também, quem não sentiria?
Você era tão amigo, engraçado, louco...
Lembro que você sempre ria quando eu estava com ciúmes.
Afinal, você ria de tudo que eu fazia.
Adorava me chamar de boba, era como eu me sentia quando estava com você, uma boba.
Claro que não era tudo sempre uma maravilha, às vezes eu me descontrolava e você mais ainda.
Mas então eu fazia de tudo para acabar com nossa briga, você me pedia desculpas e aí... Era só amor.
Nós nos amávamos, não é?
É o que eu acho... E também era o que todos diziam.
Adoravam nos ver juntos e felizes.
Até hoje me perguntam de nós, se ainda nos falamos, se iremos voltar.
Eu não sei, não sei o que responder e não sei o que pensar.
Será que se voltássemos tudo seria igual, aquela cumplicidade, risos, alegrias e brigas?
Não sei, ainda não sei.
Às vezes penso em te perguntar.
Mas não, deixa como está.
Mas acho que no fundo ainda te espero.
Ainda espero a gente dar certo.
Quem sabe...

Ele...

terça-feira, 13 de agosto de 2013

Parei...



Parei de ouvir os outros e de me ouvir. 
Daqui pra frente seguirei o meu destino. 
Só vou olhar e andar pra frente. 
Não pensarei mais no que aconteceu ou no que deixou de acontecer. 
Sou uma nova mulher, mas com os mesmos medos e angustia... 
O que mudou foi que eu parei. 
Parei de sonhar, parei de tentar. 
O que vier daqui para frente será o meu caminho, apenas seguirei caminhando.
Será um caminho sem volta e sem fim...


terça-feira, 23 de julho de 2013

...

O tempo passa mas as lembranças não vão embora...

Em parte a culpa é minha, pois, ainda guardo as cartas que não consigo rasgar.

As mensagens que não consigo apagar.

E as fotos que não me canso de olhar.

Mas sei que de nada iria adiantar, se o que está dentro de mim não posso simplesmente deletar...


segunda-feira, 8 de julho de 2013

Ainda Te Amo...

Eu ainda te amo, é claro! 
Eu sempre soube que o que eu sentia por você não era uma paixão passageira, era forte demais para isso.
Ainda penso muito em você.
Mas depois de tantas brigas e separações, acho que esse é o fim que merecíamos.
Penso que precisávamos desse tempo longe, pra pensar e ter certeza do que era melhor para nós.
E foi melhor pra entendermos que o pior não é estarmos separados, mas sim juntos e sofrendo. 
Isso seria inaceitável. 
Assumo que ainda te amo. 
Mas ainda sei que é melhor assim, cada um em um canto... 
Mas felizes.


sexta-feira, 21 de junho de 2013

Ela não sabia...



Ela não sabia, mas depois daquela conversa ela se apaixonaria. 
Ela não esperava que eles tivessem tanta coisa em comum
. 
Ela também nunca tinha reparado como o sorriso dele era tão encantador
.
Na verdade ela nunca havia reparado nele e enquanto ele falava, ela se perguntava onde ele teria se escondido todo aquele tempo
. 
Mas ela não se dava conta que ele estava lá, todos os dias, bem ao lado dela
. 
Ela era meio desligada e enquanto ele falava, ela prometia a si mesma que a partir daquele dia ela seria mais atenta
. 
Ela não entendia o que estava acontecendo, só percebeu quando eles foram embora e quando ela começou sentir falta dele
. 
Mais tarde enquanto ela tentava dormir, ela fez outra promessa, prometeu que não passaria mais um dia sem falar com ele
. 
Ela já sentia que estava se apaixonando
...


sábado, 15 de junho de 2013

Sinto falta....


Tenho saudade de algumas pessoas, de algumas conversas, de alguns momentos.
Sinto falta de você me fazendo rir com coisas bobas.
Sinto falta do que você era.
Ainda me lembro de todo amor que você me dava.
Você não sabe como sinto falta daquele tempo...

domingo, 26 de maio de 2013

O que restou?


O que podemos fazer se já não somos como antes?
O que mais podemos fingir se os sentimentos já não são mais os mesmos?
O que mais podemos imaginar se já não nos amamos como antes?
No que mais podemos acreditar se já não escolhemos mais nosso futuro?
O que mais posso esperar de ti se já que não te reconheço mais?
O que mais podemos fazer se já não nos amamos como antes?
No que mais estamos enganados, se até os sentimentos já não são como antes?
Por que manter essa farsa se já não podemos escolher nosso futuro?
Por que continuarmos juntos se você já não me ama mais?
Por que acreditar nessa farsa se já sabemos qual será o final?

domingo, 19 de maio de 2013



Sei que o caminho é difícil, muitas coisas já enfrentei e enfrentarei.
Mas o que acalma o meu coração é saber que não importa o que aconteça, você nunca soltará a minha mão.

Te Esquecer...


Por que é tão difícil te esquecer? Tipo, acordar e nem teu nome lembrar, simples assim. Não estou reclamando e nem dizendo que foi ruim quando estávamos juntos. Só quero dizer que é difícil não te ter e fingir que tudo está bem...


domingo, 5 de maio de 2013

Oportunidades


Nada estava em meus planos, mas decidi ir com minhas amigas àquele bar, nunca tinha ido, talvez fosse divertido.

Chegando lá elas resolveram jogar sinuca, eu nunca tinha jogado.
Na mesa ao lado havia um homem que me chamou atenção, trocamos olhares, sorrisos, apesar de que na verdade acho que ele estava rindo de mim enquanto eu jogava.

Mas logo percebi que ele estava indo embora, então falei alto com minhas amigas, que seria legal se voltássemos na próxima semana, no mesmo horário.
Ele se virou e sorriu.

E lá estávamos nós na outra semana, no mesmo horário e para minha surpresa ele também estava.
Foi assim por um mês.
Toda quinta no mesmo horário lá estávamos nós... E ele.

Ele nunca chegou pra falar comigo, comecei achar que ele era comprometido ou que não estava afim. Mesmo ele indo sempre ao mesmo horário que nós, comecei achar que era apenas coincidência.

Então, na semana seguinte concordei com as minhas amigas quando elas decidiram não sair.
Devo confessar que eu me arrependi muito, fiquei pensando se ele tinha sentido minha falta ou coisa do tipo.

Na outra semana decidi que eu tinha que ir, fui sozinha.

Chegando lá esperei uns quinze, vinte minutos enquanto eu experimentava algumas bebidas.
Depois de uma hora esperando, me senti como uma idiota, o que eu estava fazendo lá? Esperando alguém que nem estava afim de mim, alguém que eu nem tive coragem de conversar ou alguém que nem sabia que eu existia...

 Antes de ir embora decidi falar com um garçom que sempre o servia. 
O descrevi e perguntei meio sem jeito, se aquele homem sempre ia lá, ele sorriu e me respondeu que sim, toda quinta às dez horas ele estava lá, mas na semana passada ele pareceu um pouco decepcionado. Ele também me disse que parecia que ele estava esperando alguém e que esperou por quase uma hora enquanto bebia algumas batidas, disse que quando ele chegou perto para entregar outra bebida, o rapaz estava resmungando que tinha perdido uma grande oportunidade e que talvez ela nem o tivesse notado, depois disso ele me disse que não o viu mais...

sábado, 27 de abril de 2013

Meus Versos


E depois de tanto tempo sem saber de você, 
finalmente consegui te esquecer.
E as únicas coisas que me sobraram de ti, 
foram os versos que escrevi...


terça-feira, 16 de abril de 2013

Culpada


E a culpa foi minha.
Naquele dia não tranquei meu baú como eu sempre fazia.
E quando cheguei estava tudo revirado.
Foi ele, ele leu todos meus segredos, agora ele sabe como eu me sinto...
Eu sempre tentei esconder. 
Mas agora já é tarde e ele sabe de tudo.
E hoje a culpa foi minha...



sábado, 13 de abril de 2013

Um Novo Encontro



Depois de muito tempo eu voltei a falar com ele. 
Foi estranho, devo admitir. 
Eu não sabia bem como tratá-lo. 
Afinal namoramos por tanto tempo... 
E passamos mais tempo ainda nos tratando como desconhecidos. 
Eu não sabia o que dizer. 
E depois de algumas perguntas formais e de algumas trocas tímidas de olhares, eu resolvi falar sobre música clássica. 

-Esse era um de nossos assuntos favoritos.

Mas para a minha surpresa ele me disse que não gostava mais. 
Eu o questionei, meio que sem pensar, perguntei como ele não gostava mais. 

-Acho que nesse momento perdi um pouco o controle, também foi impossível não pensar nas vezes que ficávamos escutando juntos...

Mas ele só disse que não gostava mais, não me deu nenhuma explicação. 
E logo depois eu tentei outros assuntos. 
Eu já estava ficando sem graça, afinal eu estava percebendo que nós não tínhamos mais nada em comum. 
Eu não quis saber se ele já tinha encontrado outra pessoa, nem toquei no assunto e ele também não. 
Depois de mais alguns minutos de conversa, ele recebeu uma mensagem no celular, leu, sorriu e me disse que tinha que ir... 
E mais uma vez eu o vi partir. 
Só que dessa vez com uma certeza... 
De que ele tinha se tornado um estranho para mim.

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Tudo o que eu queria...


Tudo o que eu queria...
Eu queria deitar em seus braços e ouvir suas histórias.
Saber como foi seu dia.
Queria te proteger quando alguém tentasse estragar o seu dia.
Queria te por pra cima quando você estivesse triste.
Eu queria sorrir quando te visse envergonhado.
E também poder te abraçar quando você estivesse sem rumo.
E no fim do dia poder dormir em seus braços.
Eu queria tantas coisas com você.
Mas enquanto eu não te tenho, eu vou continuar imaginando como tudo seria...

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Realidade

E quando eu pensei que nada poderia estragar a minha felicidade, a Realidade sussurrou "Ele não se importa".


sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Decisões


Ele decidiu a nossa situação.
Ele resolveu partir.
Ele quis ir sozinho aos lugares que combinamos de ir juntos.
Ele viveu os sonhos que tivemos juntos.
Ele conheceu novas pessoas e teve uma nova história com cada uma.
Ele fez tudo o que ele queria fazer.
Mas ele já fez isso antes e quando ele cansou, ele voltou...

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Gosto de Você



 Eu gosto do seu sorriso, do seu abraço, da sua voz. 
Gosto do jeito que você me olha. 
Na verdade não há nada que eu não goste em você...


quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Confissões de Um Amor 2




Nunca pude imaginar que algum dia amaria, que me perderia em algum abraço.

A voz tremula, as mãos suando, isso é o que sinto com você.
Fico com o pensamento longe, quando estou sem você, tentando refazer em minha mente o carinho que me fez, o beijo que me deu.

Preciso confessar o primeiro beijo, lugar proibido, hora não muito conveniente, mas mesmo assim...

Impossível esquecer, meus lábios pediam mais, meu corpo nem sabia onde estava e você foi pelo mesmo caminho que entrou, me deixando com várias perguntas e sem nenhuma resposta.

Deixando-me com a respiração ofegante e na minha mão o aroma de seu perfume, que não consigo esquecer, um cheiro perfeito, que imortaliza a cena...

E confessar também a primeira briga, briga essa que me fez ver que eu o amo mais do que pensava.

Confessar...

Confessar que a primeira vez que o vi, não percebi, não senti, que o amaria tanto...

Confessar que no segundo sorriso, percebi que te queria e senti que te amaria.

Confissões de um primeiro amor.

Amor que não havia sentido, que não havia provado.
Confissões de um amor inesperado...

Confissões de um amor que ainda há muito por ser amado...


sábado, 2 de fevereiro de 2013

Adeus!




Não, não é isso, não me entenda mal e nem misture as coisas. 
Não é falta de amor. 
Eu já tentei ficar, mas acabei aos seus pés novamente.
Eu já tentei gritar, correr e me esconder. 
Mas eu sempre te aceito de volta, com suas malas cheias de mentiras 

e falsas esperanças.
Acredite, eu tentei ficar e fiquei.
Mas agora, meu amor, eu cansei. 
Eu não vou me esconder, nem correr e nem gritar. 
Eu vou ficar e dessa vez vou encarar. 
Vou ficar e viver todos os sonhos que o destino me impediu de viver...



sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Metade

E você que já me teve por inteira, agora terá apenas uma metade de mim. 
Só caberá a você decidir se quer ficar com a metade boa ou ruim...